Não percamos tempo!

Anúncio Patrocinado

A Terra é um dos planetas ainda bem distantes da perfeição. Se isso não é novidade para quem se aprofunda nos estudos, para os demais também não causa admiração, pois é só uma breve análise e vamos ver que estamos convivendo com dificuldades das mais diversas, que vão desde a falta de alimentos para alguns até a falta de tranquilidade para outros, falta de saneamento etc.

123rf/iqoncept

Quem nada tem e passa dificuldades enxerga o outro que vive na abastança com luxo como pessoa feliz. Mas não é bem assim, pois a felicidade não está atrelada a condições financeiras nem ao volume da conta do banco e aplicações.

Anúncio Patrocinado

Vemos o rico enfrentando dificuldades emocionais, vivendo a maioria o estresse da insegurança. Pode ter um carro de valor alto, com grande tecnologia, mas tem de se sujeitar a trafegar pelas mesmas estradas esburacadas que transita o veículo do pobre.

Você também pode gostar

Embora se favoreça da blindagem, não está livre de investidas de bandidos, que vão acabar esperando o momento oportuno para roubar-lhe. Enfrenta o mesmo pavor diante desta pandemia, por exemplo.

Pode o rico ter seu plano de saúde, mas por ocasião de um acidente de trânsito ou outro tipo de violência, vai ser socorrido e levado primeiramente para um pronto atendimento do SUS, para depois então ser removido.

Então existem situações nesta vida que não dependem da condição financeira. Claro que o dinheiro possibilita conforto e bem-estar em alguns momentos e parâmetros, mas no que diz respeito a ficar isento de problemas não é verdade.

Mas por que estamos então na Terra e não em um Planeta de categoria mais elevada? É que merecemos estar aqui, e vamos voltar quantas vezes necessárias a planetas dessa escala, até que consigamos evoluir e sermos merecedores de reencarnarmos num orbe mais dinâmico, sem essas angústias e pavores.

123rf/Katarzyna Białasiewicz

Existem vários planetas da mesma categoria da Terra e em qualquer um deles podemos aportar, dependendo da necessidade e das condições que favoreçam o reencontro com pessoas que praticaram o mal ou que nos prejudicaram, pois todos nós estamos integrados num só convívio, onde juntos devemos achar os caminhos para pegar o rumo em direção ao Criador, afinal essa é a vontade Dele.

Se patinarmos na trajetória por negligência ou se formos refratários a nos conduzir no caminho reto, vamos acabar estacionados no tempo, perdendo a oportunidade nesta vida de evoluir. Isso acarreta atraso e podemos ir parar em um planeta até pior do que a Terra, ao passo que procurando sermos melhores e ajudando a quem está próximo de nós a reerguer-se, vamos crescer espiritualmente e certamente seremos merecedores de um planeta melhor, onde predomina o bem, onde as doenças já não são como as daqui, em fim, onde tudo seja melhor.

Não percamos tempo!

O post Não percamos tempo! apareceu primeiro em Eu Sem Fronteiras.

Fonte do Artigo