Ferrari não voltará a fazer carros com caixa manual

Segundo a publicação “Motoring” Michael Hugo Leiters, chefe do departamento de tecnologia da Ferrari afirmou durante o Salão Automóvel de Paris, que “a  Ferrari é design, performance e tecnologia da ponta. Não existe nenhuma transmissão manual que consiga bater este desempenho e por isso decidimos continuar com uma caixa de velocidades de dupla embraiagem”.

Publicidade

Ou seja, a Ferrari não voltará a vender carros com caixa de velocidades manual, para desilusão dos mais puristas. É o reflexo da mudança de hábitos dos condutores nos últimos tempos. Uma decisão que contrasta com a decisão da Porsche, por exemplo, que decidiu criar modelos como o 911 R, um modelo que está disponível exclusivamente com caixa manual.

Certo é que a decisão da Ferrari causa enorme surpresa, atendendo à loucura que se vive hoje em dia em torno dos Ferrari mais modernos com caixa manual, com colecionadores dispostos a pagar somas absolotamente absurdas para ficar com um dos últimos exemplares equipados com transmissão manual.

Publicidade

O último modelo da Ferrari com caixa manual foi precisamente o California, quando foi substituído pelo California T, em 2014.

via: motoring

Publicidade

Deixe uma resposta